Recordo o dito de tantas vezes ouvido. Porque a língua, a bem dizer, cada vez menos se chega ao verbo. Tudo se enrola tão impreciso quanto inútil.

Será possível estender-se à vista o badagaio ?!, pergunto.  Quero ler tátá e não me chega a pupila (a propósito, aproveito para comunicar que, resultado do último exame, sou possuidora de uma boa córnea). Porque me parecem agora os períodos demasiado longos, e, a Gina que me perdoe, a falta que eu sinto das vírgulas. Se calhar é da tradução, ou do próprio estilo do autor, ainda a coberto da minha ignorância. Aventurei-me na leitura da “Mancha Humana” que me puseram no sapatinho. Está a custar-me a engrenagem, porra, e devem ser mais sinais de decrepitude, pois se tenho sido precoce em tantos sentidos.

 

44174447_1919981871421462_4006920241937383424_n

Anúncios

5 pensamentos sobre ““Quero Dizer Tátá E Não Me Chega A Língua”

  1. Olá Lady Kina

    Li esse livro neste último verão, recomendado por uma amiga (daqui dos blogues) depois de eu ter vetado a primeira leitura que fiz do autor, ou seja, do Roth, e que foi “A Lição de Anatomia”. Gostei muito mais d”A Mancha Humana”, aliás gostei muito. 🙂

    Boas leituras! (acho que definitivamente aprendi a comentar neste blogue onde é difícil encontrar as coisas) 🙂

    Gostar

  2. Bom, acho que finalmente descobri como fazer para chegar à tua caixa de comentários. Não sei se estou no post certo mas vá. Isso das vírgulas é porque me parecem soluços, e, ou, pela ânsia de deixar escrito o pensamento. É que quanto mais vírgulas, mais tempo, consequentemente, menos tempo de permanência do tal pensamento e, se o dito vai embora, fico insatisfeita e perdida.

    Bom fim de semana. Chuacs 🙂

    Gostar

  3. A ver vamos, Susana…

    (quando desembrulhei o presente lembrei-me logo: – olha aquele livro de que falam nos blogfues! 😉 )

    (o mais difícil de encontrar é o que não está lá… já dizia o outro, “num quarto às escuras à procura de um gato preto que não está lá”)

    beijo

    Gostar

  4. Gina, que é preciso arte para colocar as vírgulas sem que as sintamos como soluços, isso admito, e talvez por isso as aprecio tanto, que as não domino, mas gostava. 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s